O estresse no mundo do tênis

Hoje em dia, ouvimos falar constantemente sobre stress. “Estou estressado”, mas na verdade para realmente afirmarmos que isso é stress, precisamos avaliar quais são os sintomas, a quantidade e a frequência de ocorrências.

Estresse é um processo psicofisiológico que se caracteriza pelo desequilíbrio da demanda de uma situação e o quanto o organismo consegue se adaptar e responder. Todas essas combinações de sensações físicas, mentais e emocionais que resultam de estímulos de preocupações, medos, ansiedades, pressões psicológicas e fadiga física e/ou mental exigem adaptação e/ou tensão.

Diante deste cenário, diversos sintomas são apresentados diante do stress. A liberação de cortisol, da adrenalina e noradrenalina, diminuição da produção dos hormônios sexuais, da concentração, do poder de organização, da autoestima, elevação dos batimentos cardíacos, pressão sanguínea, da sensação de desamparo, do índice de erros e de lesões.

Neste sentido, existem alguns estudos voltados que se reportam aos atletas, inclusive tenistas. A conclusão de um destes estudos, é que a maior fonte geradora de stress para os atletas são as pessoas significativas, relacionadas à problemas de equipe de treinamento, pressão do técnico, dos pais e a conduta de árbitros e torcida. Em seguida, a autoavaliação e avaliação social, tais como: pressão para atingir padrões de rendimento e críticas, ansiedade do medo de errar. Por fim, não se sentir preparado psicologicamente para a competição, características da própria competição e condições do ambiente.

Outro estudo realizado especificamente com tenistas da categoria juvenil e profissionais revelam que os sintomas de stress estão associados com os pensamentos ligados a pressão sofrida pelos jovens, tanto por parte do treinador e colegas, quanto dos pais, a importância do evento, a incerteza diante dos resultados da competição e a fase de desenvolvimento em que se encontram estes tenistas.

Muitos estudos relacionam o stress com lesões de atletas, incluindo os tenistas. A tendência de os tenistas sofrerem lesões pelo fato de apresentar stress são bem altas.

E você, tenista? Será que está apresentando sintomas de stress e não percebe que isto está acontecendo?  Na próxima matéria, vamos conversar sobre o impacto do stress especificamente no aspecto psicológico, na carreira do tenista e algumas orientações em relação ao stress.

Um forte abraço e até a próxima postagem!

Ms. Luciana B. Meireles – Especialista em Alta Performance – Psicóloga do Esporte e Clínica.

Close
Portal Edu Oncins © Todos os direitos reservados
Close
%d blogueiros gostam disto: