João Menezes: Brasil é ouro no Pan de Lima 2019

Fiquei muito feliz com a vitória do João Menezes, medalha de ouro nos Jogos Pan-Americanos de Lima, Peru. Principalmente pelo fato de ter meu irmão Jaime como capitão. Confesso que não conhecia muito do João, mas ele ganhou meu respeito e admiração após assistir seus jogos e conversar com o Jaime a respeito.

A constância, espírito guerreiro, humildade e muito foco, me chamaram a atenção. Admiro muito jogadores que não entregam o osso, característica do João. Num jogo contra o talentoso, imprevisível chileno Tomás Barrios, ficar o tempo todo focado e jogando todos os pontos foi fundamental.

Em um jogo com um tenista como o chileno, que pode fazer jogadas fantásticas bem como abrir janelas importantes, é fundamental, não se importar com as grandes bolas do adversário e aproveitar ao máximo as oportunidades.

O brasileiro começou um pouco nervoso, perdendo seu saque no primeiro game, mas pouco a pouco foi conseguindo achar-se na partida. Quando o João não encaixava o primeiro saque, o chileno entrava 2 passos na quadra e já começava a comandar os pontos. Em vários games João conseguia abrir vantagem e acabava encurtando bolas, dando oportunidade para o chileno atacar. Também não estava achando o caminho para os drop shots de Barrios. Mas, nas horas importantes, João soube impor-se tanto com excelentes contra-ataques de forehand, como com excelentes paralelas de backhand. Foi um set bem complicado, com o brasileiro conseguindo desatar os nós nas horas importantes.

Penso que essa virada e vitória no primeiro set, foi crucial para dar uma baixada na confiança de Barrios, pois se ele vencesse o primeiro set, poderia deslanchar perigosamente.  A capacidade de se defender e contra-atacar do João foram muito importantes nesse jogo.

No segundo set, Barrios começou muito agressivo, indo mais para as bolas. O brasileiro teve algumas vantagens, mas não estava conseguindo afundar suas bolas, permitido que o chileno impusesse seu jogo. Os primeiros saques fizeram falta também, permitindo que Barrios fechasse em 6/3.

No terceiro set, a agressividade do João e comando dos pontos foi fundamental nas horas importantes.  Conseguiu sacar bem melhor, encaixando mais os primeiros saques, inclusive com importantes aces. Mesmo perdendo o saque no começo do set, o brasileiro manteve o equilíbrio e foco em todos os momentos conseguindo reverter a situação.

O apoio da torcida e ter o Jaime como técnico, foram fundamentais. A experiência nas simples, duplas e na Copa Davis que o Jaime tem passam muita segurança para o jogador.  Também essa convivência do Jaime com os jogadores, seja como técnico do Pan Americano, indo aos principais eventos vendo os brasileiros, no trabalho a longo prazo que se inicia junto a CBT, tem tudo para render bons frutos no futuro.

O técnico do João, o argentino abrasileirado (rs) Patrício Arnold é muito amigo do Jaime, tem feito um excelente trabalho com o brasileiro e certamente auxiliou muito nesse processo do Pan. João Menezes, na minha opinião tem um grande caminho pela frente, pode evoluir muito ainda.

Com a vitória no Pan, João garantiu sua vaga nas olimpíadas de Tóquio.Um alento para o tênis brasileiro. Vamos torcer.

As heroicas meninas conseguiram um feito importantíssimo para o tênis feminino brasileiro. A guerreira Carol Meligeni Alves vem mostrando muita garra e determinação. Penso que tem muito a evoluir, é destemida e trabalhadora. Terminou com um importante quarto lugar em simples e foi bronze nas duplas com Luisa Stefani. Que esse resultado sirva de motivação para as mais jovens e de mais esperança ao tênis feminino.

A esperança começa a iluminar um pouco mais o tênis brasileiro. Vamos torcer para que mais jogadores comecem a se destacar.

Fico por aqui, grande abraço.

Close
Portal Edu Oncins © Todos os direitos reservados
Close
%d blogueiros gostam disto: