Federer, Murray, Feliciano Lopez e a reta final para Wimbledon 2019

Na reta final para o Grand Slam londrino e torneio mais tradicional do mundo, Wimbledon, destacaram-se dois resultados interessantes em 2 torneios na grama na mesma semana.

A décima vitória de Roger Federer em Halle, na Alemanha, e a vitória em simples e duplas (ao lado de Andy Murray) do espanhol Feliciano Lopez, no torneio de Queen’s, em Londres.

Vale comentar que o jogo na grama é completamente diferente de outros pisos, como o saibro e quadra dura.

A grama com o quique da bola muito baixo, rápido, nem sempre uniforme, facilita a vida dos que sacam e voleiam bem, também os habilidosos com boas mãos, que conseguem adaptar uma batida, muitas vezes no último momento.

Mas a adaptação e experiencias na grama, podem ser difíceis, exemplo do grego Tsitsipas em Londres contra Aliassime. Stephano parecia estar em outro planeta, tendo grandes dificuldades, ficando no meio do caminho contra o canadense.

Analisando a vitória de Federer, Mestre dos Magos, em Halle:

Logicamente, o suíço sente-se em casa, com 9 títulos, jogando a final e conquistando o décimo, estava muito tranquilo, apesar de não ter apresentado seu melhor jogo, mas o suficiente para bater Goffin.

Com vários títulos em torneios na grama, incluindo 8 Wimbledon, Federer sabe como ninguém os meandros para encontrar a vitória neste piso, mesmo não estando num grande dia. Saca com precisão e sabedoria, hora sacando e voleando com a mão que Deus lhe deu, hora sacando e aguardando a segunda bola para atacar e procurando quase sempre a rede para finalizar. Trabalha incrivelmente bem as respostas de saque bloqueando batendo ou usando o slice, aliás usa brilhantemente o slice, muito nas trocas de bola, principalmente com jogadores que gostam de ficar na linha de base, que não sobem tanto a rede.

Na grama, um ótimo slice é matador, tanto o fundo quebrando o ritmo de quem gosta de bater, quanto o curto, que pula muito baixo, dificultando demais o alcance e puxada da batida para cima.

Não posso deixar de comentar, que o Mestre machuca e muito, com seu melhor golpe e considerado por todos os jogadores, o melhor do mundo, seu forehand.

Vale destacar, a volta aos bons tempos de Tsonga, que jogou uma grande partida contra Federer, perdendo somente no terceiro set, 5/7.

IMG_20190624_085400

Muito legal a semana de Feliciano Lopez, levando simples e duplas, no auge dos seus 37 anos. Lopez cresce muito na grama, com seu ótimo saque e voleio sólidos. Trabalha muito bem seu backhand de slice do fundo da quadra, quando necessário, e busca a rede tanto nos seus eficientes saques, nas respostas ofensivas de forehand ou approaches de backhand com excelente slice.

O interessante aí, é como Lopez se destaca na grama, sempre com melhores resultados do que em outras superfícies.

Fiquei muito feliz de ver Andy Murray de volta as quadras e ganhando o tirulo de duplas com Lopez.

Ansioso para que comece Wimbledon, onde sempre temos grandes surpresas.

A grama, principalmente na primeira semana, está sempre muito rápida e escorregadia, ajudando os jogadores com grandes saques e voleios, que nem sempre se destacam nas outras superfícies, dificultando muito a vida de vários tops que vemos constantemente.

Alerta para Thiem, Tsitsipas, Djokovic, Nadal, nas primeiras rodadas.

Vamos acompanhar, até lá.

 

Os comentários estão encerrados.

Tema: Baskerville 2 por Anders Noren

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: