Samurai Osaka: A melhor tenista do mundo na atualidade

SAMURAI OSAKA confirmou que veio para fazer muita história no tênis.

Apelidei Naomi, carinhosamente de Samurai, desde a primeira vez que há vi jogando em Indian Wells. Na época assisti ela massacrar Simona Halep por 6/0-6/2, sem a romena conseguir enxergar a bola ou ter alguma possibilidade de reação. Simplesmente não deu importância de estar jogando contra a numero 1 do mundo na época. Transparecia um eixo de ferro, equilíbrio perfeito, concentração inabalável, mostrando que estava na quadra para matar ou morrer sem medo, caracterizando a atitude de um Samurai quando ia guerrear. Sorte naquele jogo? Dia iluminado? Fogo de palha? Pensei naquele momento aguardando ansiosamente o próximo jogo, e foi assim até a conquista do título.

Depois desse torneio, estava convencido do fenômeno que aparecia diante dos meus olhos, e fiquei convicto que ela seria uma das melhores de todos os tempos, e entraria para a história.

A confirmação veio no USOpen, vencendo ninguém mais que Serena Williams na final onde a americana apelou para tudo, Samurai implacável, e hoje nesse incrível jogo contra outra favorita minha, Petra kvitova, numa final emocionante, com a checa mostrando que está no seu melhor novamente, depois de vencer vários obstáculos em passado recente.

Esperava que o jogo começasse mais nervoso, mas o que vi foram duas jogadoras determinadas em suas estratégias.

Ambas, tem estilos parecidos, gostam de atacar muito e ir para as bolas.

As duas sacam muito bem, com vantagem de Petra ser canhota. Osaka enfrentou praticamente todas destras em seus jogos anteriores, o que dava certa vantagem inicial a Petra. Naomi teve um pouco de dificuldade no início nas devoluções, mas logo adaptou-se e começou a fazer uma melhor leitura do saque da checa. A japonesa se movimenta muito melhor no fundo de quadra e tem os dois lados muito firmes e potentes. Petra, sabia que precisava sacar muito o jogo todo, e praticamente conseguiu. Falhou em momentos importantes, mostrando insegurança em seu forehand algumas vezes, caindo de produção.

Samurai Osaka bate incrivelmente bem, tanto bolas fundas, como anguladas dos dois golpes ( forehand e backhand). Braço rapidíssimo, praticamente ataca no ataque da adversaria. Exatamente o que escrevi. Não estou falando de contra-ataque. Não recua nunca, usando seu reflexo quase instintivo, backswing curto e acelerando varias vezes em bate-prontos precisos.

Falando em instintivo, uma coisa que me impressiona muito, é a capacidade de Naomi desferir winners,praticamente todas as vezes, 90% das vezes, no lado oposto que a adversaria se movimenta, contra-pé, surpreendendo toda hora suas adversarias. Além da potência, o lado preciso para a bola ganhadora. Tem coragem exalando pelos poros e vai para a bola nos momentos de decisão. Saca muito bem, dando vários aces em horas delicadas de pressão, como em alguns games, que saia abaixo 0/30, e desferia 2 aces, ou primeiro saque e segunda bola ganhadora.

Na parte técnica irá com certeza maturar ainda mais, melhorando os drop-shots, e possíveis subidas a rede, mas sempre mantendo sua característica de mandar no jogo e atacar sempre.

Vejo ela ganhando cada vez mais confiança e se distanciará das outras em nível de jogo, apesar de termos grandes jogadoras e circuito muito equilibrado.

Naomi Osaka é fora da curva.

E comentando sobre fora da curva, sua capacidade mental e emocional impressionam muito.

Com certeza uma de suas maiores qualidades. Ela tem a capacidade de perceber os momentos importantes do jogo, mesmo as vezes desperdiçando algumas oportunidades, indo demais para a bola e errando. Esse detalhe irá evoluir, consequentemente ganhando mais fácil, jogos contra jogadoras de peso.

Em alguns jogos ela é tão agressiva e confiante que perde e ganha os pontos sozinha, não com suas adversarias fazendo o ponto. Isso irá amadurecer. Não foi o caso da final contra Kvitova, com a checa jogando em altíssimo nível.

Osaka tem recuperação emocional rapidíssima, conseguindo reagir a momentos incrivelmente adversos, quase de imediato. Naomi se fortalece na adversidade, tamanha concentração e determinação, transformando o jogo e ela, num único corpo. ZEN? Talvez.

Gosto demais de sua sinceridade, verdade em suas palavras. Comentou, que discurso em público não é seu forte, agradeceu quem tinha que agradecer, deu parabéns a Petra e deu. Disse na coletiva que fala no máximo 10 frases por dia, rsss. Honesta em seus sentimentos, e como demonstra, espontânea e quase infantil em suas reações.

Samurai Naomi Osaka, já faz parte dos capítulos das grandes campeãs.

 

Os comentários estão encerrados.

Tema: Baskerville 2 por Anders Noren

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: