Calor e Umidade: Dificuldade! O que fazer?

Vou tentar não ser científico. Mas esse tema gera muita polêmica no tênis.

Pois vi muito atleta com exímio condicionamento físico, passar por situações de enorme dificuldade e ser muitas vezes acusado de amarelão, falta de preparo, culparem técnico, preparador físico, médico, agente…

O fato é, ainda não se sabe muito a causa, mas alguns atletas sofrem com uma espécie de síndrome que é ativada com a combinação de extremo calor e extrema umidade.

São inúmeros os casos que ouvi, e de tentativas em corrigir a situação. Mas ainda não se chegou em um consenso sobre o tema.

Fisiológico, físico, mental? Quem sabe? Uns têm câimbra, uns, tontura, mal-estar, boca seca, calafrio, visão turva… Outros têm tudo ao mesmo tempo.

É desidratação, falta de vitamina, má alimentação? Não se sabe, mas por garantia é melhor atacar tudo junto.

Foto: Cristiano Andujar

A hidratação é um tema delicado, o que é certo e o que é errado. Algo que aprendi recentemente, é que a osmolaridade (quantidade de partículas dissolvidas em um determinado solvente) das substâncias diluídas no líquido impactam a penetração das mesmas no Sistema digestivo, e isso facilitará ou não sua entrada na circulação para manutenção das funções, orgânicas e musculares.

Ninguém ainda chegou na osmolaridade ideal. Sempre há algum tipo de restrição. Entretanto, vários bioquímicos vêm propondo bebidas com algumas moléculas encapsuladas gerando uma osmolaridade muito próxima da ideal.

Eu venho testando algumas soluções que tive sucesso, mas acaba sendo sempre individual a preferência e resultado.

Como sempre, a ciência em prol da performance é fundamental para facilitar a atuação em alto nível.

Close
Portal Edu Oncins © Todos os direitos reservados
Close
%d blogueiros gostam disto: